Empresas de ônibus e prefeituras firmam convênio para turismo em estâncias de São Paulo

06/02/2017 às 9:14 - Atualizado em 07/02/2017 às 11:09

Entre as novidades estão elaboração de roteiros, turismo para públicos específicos e acessibilidade para pessoas com necessidades especiais também curtirem passeios nas estâncias de maneira facilitada

ADAMO BAZANI

Empresas de ônibus representadas pela Fresp – Federação das Empresas de Transportes de Passageiros por Fretamento do Estado de São Paulo e as administrações municipais reunidas na Aprecesp – Associação das Prefeituras das Cidades Estância do Estado de São Paulo firmaram um convênio para facilitar e incentivar o turismo rodoviário nas principais estâncias.

Entre as ações previstas estão a criação de roteiros diferenciados, turismo para públicos específicos, como ecoturismo e para estudantes e idosos, e acessibilidade, o que deve permitir passeios mais fáceis e com o atendimento adequado para turistas com necessidades especiais.

Como o primeiro resultado da assinatura do convênio, já foi iniciado um estudo em conjunto entre prefeituras e empresas de ônibus para o desenvolvimento de um prêmio destinado a estudantes de Turismo que contemplarem nos seus projetos de conclusão de curso, as estâncias do Estado de São Paulo e o turismo rodoviário ao mesmo tempo.

“Esse tipo de ação enriquece o turismo e fortalece as iniciativas sustentáveis, visando o desenvolvimento individualizado das estâncias do Estado de São Paulo, valorizando as peculiaridades de cada uma”, disse, em nota, a diretora executiva da Fresp, Regina Rocha.

Na mesma nota da assessoria de imprensa, o gerente executivo da Aprecesp, Fernando Zuppo, diz que a parceria vai ser uma oportunidade de os turistas conhecerem as belezas e atrativos das cidades turísticas e destacou também o crescimento das viagens de curta distância no atual situação econômica do país.

“Diante do cenário atual, as viagens regionais têm crescido, bem como os fluxos de turistas dentro do próprio Estado de São Paulo, que utilizam as estradas paulistas como principal via de deslocamento. E, com o aumento da demanda por viagens rodoviárias, a oferta de ônibus especiais, com ar condicionado, bastante seguros, certamente atenderá às necessidades de uma grande parcela da população”

A Fresp também disse em nota que no momento de elaborar os roteiros, a sustentabilidade foi uma das preocupações na parceira, tanto nos trajetos feitos nos ônibus de fretamento quanto nos destinos finais. No Estado de São Paulo hoje existem “70 cidades estância, divididas entre balneárias (15), climáticas (11), hidrominerais (12) e turísticas (32).”

Na mesma nota, a entidade lembra que 2017 foi declarado pela ONU como Ano Internacional do Turismo Sustentável e que para que a preservação de fato ocorra, o uso do espaço público deve ser melhorado.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Fonte: Diário do Transporte

Tags: